O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

8 de out de 2017

O Poeta e a Poesia de cada dia


Ser poeta é ser livre para pensar,
É ser livre para expressar seus sentimentos
Ao poeta é permitido asas
correr atrás dos ventos...

Poeta também gosta de virar bichos,
Vira borboleta, pássaros, sapos...
Poeta gosta de perigo:
Muitas vezes toca os raios de sol,
Vive preso a caldas de cometas,
Toca as estrelas,
Voa sem asas sobre o arrebol.

O poeta é atrevido, envolvido
Aventura-se em furacões e tempestades,
Mas prefere a brisa suave.
Todo poeta gosta de flores,
E também dos espinhos pra contrariar.

Poeta também gosta de sofrer,
tem prazer em escrever suas dores.
Poeta não pisa na areia somente para passear,
mas para deixar suas marcas por lá!

Às vezes ele se exibe, outra se isola,
O poeta é meio camaleão, se camufla...
Para o poeta os dias e as horas, são histórias,
Contadas em sentimentos sempre muito apurados.
Mas o poeta ama com uma força extrema
E se alimenta desse amor
na Poesia de cada dia.

Magna Vanuza Araújo

Um comentário:

  1. amei a cara dessse blog! está muito bonito! amei essas fotos e as poesias!!

    ResponderExcluir

Adubos