O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

28 de jan de 2012

Versos Escuros




Escrevo versos no escuro.
Para mim os versos escritos no escuro são encantamento.
Guardo sobre a cabeceira uma caneta e um caderno,
na visibilidade da pouca luz que entra pela janela,
em linhas certas,
escrevo meus poemas
tOrToS.

Magna Vanuza Araújo
|Direitos Reservados|

2 comentários:

  1. Amiga costumo não ler seus poemas mas sim viajar nessas palavras que desenham a paisagem de uma vida tão sensível quanto a essência, lindos!Lindos poemas!

    ResponderExcluir
  2. Ow amiga, você sempre muito doce.
    Obrigada. Também te admiro muito!
    Aguardo o novo cordel hem mult.

    ResponderExcluir

Adubos