O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

15 de mar de 2011

Travessuras


Vou quebrar o teu espelho,
ele não te revela por inteiro,
Penetrar nos teus sonhos
Vou te plagiar.

Vou bagunçar os teus cabelos,
sobrevoar meus dedos
e em cálidos toques
te despertar...

Vou beber do teu aroma,
jogar-me na tua cama,
animar os teus lençois.


Magna Vanuza Araújo

|Direitos reservados|


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adubos