O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

11 de set de 2009

Realidade


Realidade é o momento que eternizamos em algumas horas ou mesmo em minutos da nossa vida!
Realidade é o desejo que nos consome diariamente, enquanto nos corre o sangue da vida, esse mesmo sangue que já circulou com tanto amor e que hoje vive quase estacionado pela dor.
Realidade é a lembrança de uma vida não tão distante, em que fomos eternamente felizes, sim eternamente, porque momentos não nos são tirados, e as lembranças ninguém mais pode forjar, mesmo que estejam presas em um tempo remoto, surgem como flores que estão prestes a desabrochar a qualquer chuva fina!
Realidade, é o meu lençol em desespero, envolvido pelo teu cheiro, que teima em não sair, impregnado em cada parte de mim.
Realidade é a cadeira vazia, uma cama fria e um silêncio absurdamente ensurdecedor que não me deixa dormir!
Realidade é o meu olhar perdido, minha desesperança, meus conflitos interiores e tantos porquês...
Realidade é minha luta contínua para sobreviver sem ter você...

por Magna Vanuza Farias Araújo

Um comentário:

Adubos