O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

1 de mar de 2015

Nós em nós







Você fez nós em nós.
Laçou meu coração
prendeu minhas mãos.
Libertinou pensamentos
Agora, cativa sou.
Louco amor...ah!

Fico nesse emaranhado,
Sem saber se é amor
o que sentes,
ou sua natural maneira
de adjetivar os nós
que só a mim prendem.
Nós com os quais te enlaças
Sem se deixar ser laçado.

Magna Vanuza Araújo.

[DIREITOS REGISTRADOS]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adubos