O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

1 de nov de 2011

Amor da Minha Vida



O amor da minha vida
tem o cheiro do amanhecer,
minha hora favorita.

Ele tem o sabor gostoso
da inocência
e o olhar experiente
de um eterno amante.

O amor da minha vida
tem o Sorriso de moleque,
e as mãos de um predador.

Ele... somente ele,
eleva meu calor
Encoraja-me no perigo,
Desvenda meus segredos,
acalma meu furor.

O amor da minha vida
sabe como me tocar
surpreender...
e como Sabe...
amar!
Fazer viver!


31-10-2011

Magna Vanuza Araújo

Direitos Reservados

3 comentários:

  1. Uma exaltação ao ser amado construída com palavras simples de cheias de carinho. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Uma pequena palavra que diz muita coisa... ao amor da minha... Marcelo!!!!
    Lindo!!!

    ResponderExcluir

Adubos