O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

8 de nov de 2011

Sentidos

Andei pelo deserto
Existencial

Cedi ao desejo
carnal

Tive pesadelo
sensorial

Vivi uma paixão
descomunal

Sofrimento
fatal

Magna Vanuza Araújo
|Direitos Reservados|

Um comentário:

Adubos