O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

27 de abr de 2011

Ausência de flores



Minhas feras estão presas a rigores

Distante das flores
Sou fera ferida
Estrela caída
No chão deserto
Sem brilho
sem cores
Coberta de areia
Com dores
Odores...
Ausência de flores.

Magna Vanuza Araújo

|Direitos reservados|


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adubos