O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente.

Mario Quintana

5 de mai de 2012

Infinita...



Não mais sofro por mim.
Sou dona do acaso
companheira do vento
estrela do além céu.

Já não brinco de pintar,
Sou pintura, retrato próprio
Partitura do Criador

Não digo mais adeus.
Há um vazio preenchido
ao longo do caminho
que não permite despedidas.

Magna Vanuza Araújo
|DireitosResevados|

Um comentário:

  1. PREENCHEMOS MESMO ALGUNS VAZIOS AOS LONGO DOS NOSSOS CAMINHOS...
    ASSIM CRESCEMOS,
    PORQUE SOZINHOS É PARA ONDE VAMOS
    LINDO PENSAMENTO MAGNA!

    ResponderExcluir

Adubos